Bolsa de Valores de Mocambique
ARCO 100.00
ARKO SEGUROS 1,000.00
CDM 75,00
CETA 120,00
CMH 2.500,00
EMOSE 7.00
HCB 2,00
REVIMO 12,750.00
TOUCH 100.00
ZERO 20,00
BAYPORT 2016 I 25.0000%
BAYPORT 2016 II 25.5000%
BAYPORT 2018 Série I 18.3700%
BAYPORT 2018 Série II 22.0000%
BAYPORT 2019 Série I 20.0000%
BAYPORT 2019 Série II 19.0000%
BAYPORT 2020 Série I 16.0000%
BAYPORT 2020 Série II 18.0000%
BNI 2016 S1 11.0000%
BNI 2019 S1 13.0000%
CM 2017 16.000%
CM 2018 17.0000%
OPPOR 2018 S2 21.5000%
OT 2005 S2 8.0000%
OT 2016 S3 14.0000%
OT 2017 S2 12.4375%
OT 2017 S4 12.9375%
OT 2017 S5 12.0625%
OT 2017 S6 14.9375%
OT 2017 S7 14.9375%
OT 2018 S1 12.5000%
OT 2018 S2 12.5000%
OT 2018 S3 12.2500%
OT 2018 S4 12.0625%
OT 2018 S5 12.0000%
OT 2018 S6 11,0625%
OT 2018 S7 9,5625%
OT 2018 S8 12.5000%
OT 2018 S9 12.5000%
OT 2018 S10 12.4375%
OT 2018 S11 12.2500%
OT 2018 S12 12.0625%
OT 2019 S2 12.0000%
OT 2019 S3 10.9375%
OT 2019 S4 9,5625%
OT 2019 S5 12.5625%
OT 2019 S6 12.2500%
OT 2019 S7 12,9375%
OT 2019 S8 10,0000%
OT 2019 S9 12.0000%
OT 2020 S1 12.0000%
OT 2020 S2 12.0000%
OT 2020 S3 12.000%
OT 2020 S4 12.0000%
OT 2020 S5 12.0000%
OT 2020 S6 10.0000%
OT 2020 S7 12.0000%
OT 2020 S8 12.0000%
OT 2020 S9 10.0000%
OT Fornecedores 2019 1.8750%
SMM 2019 PC 25.0000%
SMM 2020 20.0000%
SMM 2020 ALC80 20.0000%
STB 2015 SUB 3S 18.7500%

A Bolsa de Valores de Moçambique lançou publicamente no dia 27 de Novembro.

Em Maputo o Terceiro Mercado e anunciou a iniciativa Premiações BVM. O Terceiro Mercado (mercado de preparação), é um novo segmento de mercado da BVM, que constitui uma alternativa ao Mercado de Cotações Oficiais e ao Segundo Mercado, com o objectivo de preparar as empresas para ingressarem naqueles mercados de bolsa. 

Este segmento de mercado destina-se às empresas em relação às quais não se verifica o requisito da dispersão no momento do pedido de admissão à cotação, ficando as empresas obrigadas a promover a dispersão accionista do seu capital social num horizonte temporal que não seja superior a dois (2) anos.

Durante o evento, o PCA da BVM, Salim Valá, fez saber que esta é uma iniciativa transformativa e de grande alcance estratégico no mercado bolsista, que vai reposicionar a BVM no lugar que lhe é merecido como digno barómetro da economia.

“Não queremos continuar a ser cognominados como uma bolsa incipiente e marginal”, aliás “ não há dúvidas de que o ano 2019 vai ficar para a história como aquele que marca, de forma vincada, a ascensão da Bolsa como uma praça financeira que não quer ser eternamente chamada incipiente,” referiu Valá.

E, para isso, “estamos de forma discreta mas com coragem, ousadia e perseverança, a lutar”, porque“ sabemos que implantar uma cultura bolsista exigirá uma  integrada, operada por múltiplas  instituições e sem tempo limite, enfatizou.

Por sua vez, o Presidente do Conselho Directivo da CTA, Agostinho Vuma, “manifestou o apoio do sector privado ao Terceiro Mercado, destacando que “tem o condão de facilitar o acesso ao financiamento para as empresas”.

 “Como parceiros da Bolsa de Valores, reiteramos aqui o nosso cometimento para que esta iniciativa contribua para o sucesso das empresas moçambicanas, através da facilitação do acesso ao financiamento pelas PME’s e promoção da adesão de empresas ao mercado e Capitais”, disse Vuma

Para operacionalização do Terceiro Mercado a BVM celebrou um Protocolo de Colaboração institucional com a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), a Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique (OCAM), o Instituto de Contabilidade e Auditoria de Moçambique (ISCAM) e o Instituto para Promoção das Pequenas e Médias Empresas (IPEME).

Na mesma cerimónia, a BVM anunciou a iniciativa “Premiações BVM” direccionado para 5 categorias (1- melhor empresa emitente de valores mobiliários; 2- melhor intermediário do mercado de valores mobiliários cotados; 3- melhor instituição de custódia de valores mobiliários cotados; 4- melhor artigo / trabalho científico sobre mercado de capitais, e; 5- melhor artigo jornalístico sobre mercado de capitais).

Esta acção foi formatada visando reconhecer a acção oportuna, de grande acuidade e transformativa de alguns intervenientes-chave no mercado de capitais, premiando o valor mobiliário com maior liquidez, o valor mobiliário com maior volume de negociação e o banco de custódia com o maior número de titulares registados na Central de Valores Mobiliários.

No mesmo  o evento, a BVM anunciou publicamente a admissão à cotação da 10ª Empresa na Bolsa, a Arko Companhia de Seguros SA no Mercado de Cotações Oficiais, ocorrido no dia 25 de Novembro.

Fotos do Evento



Video do Evento