Bolsa de Valores de Mocambique
ARKO SEGUROS 1,000.00
HCB 3.50
CDM 85.00
CMH 2,001.00
CETA 120,00
EMOSE 7.00
ZERO 20,00
TOUCH 100.00
ARCO INVESTIMENTOS 100.00
OT 2005 S2 8.00%
Visabeira 2015 20.25%
STB 2015 Sub S1 20.25%
STB 2015 Sub S2 20.25%
STB 2015 Sub. S3 20.25%
BNI 2016 S1 13.50%
Bayport 2016 S1 25.00%
Bayport 2016 S2 25.00%
OT 2016 S3 15.25%
OT 2017 S2 13.625%
OT 2017 S3 13.9375%
OT 2017 S4 14.125%
OT 2017 S5 13.4375%
OT 2017 S6 16.00%
OT 2017 S7 16.00%
CM 2017 18.00%
Bayport 2017 S1 23.00%
OT 2018 S1 13.6878%
OT 2018 S2 13.75%
OT 2018 S3 13.625%
OT 2018 S4 13.3125%
OT 2018 S5 12.75%
OT 2018 S6 12.6875%
OT 2018 S7 12.625%
OT 2018 S8 13.75%
OT 2018 S9 13.75%
OT 2018 S10 13.625%
OT 2018 S11 13.625%
OT 2018 S12 13.4375%
OT 2019 S2 14.00%
OT 2019 S3 14.00%
Opportunity Bank 2018 S1 17.75%
Opportunity Bank 2018 S2 21.50%
BAYPORT 2018 S1 19.66%
BAYPORT 2018 S2 22.00%
P. Comercial Opportunity Bank 2018 S1 20.75%
OT 2019 S4 16.625%
BNI 2019 S1 15.50%
OT 2019 S7 14,00%
OT 2019 S8 10,00%
OT 2019 S5 14%.00

A operação da Oferta Pública de Venda (OPV) de 4.0% das acções da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), S.A.

, realizada em Julho de 2019, na Bolsa de Valores de Moçambique (BVM), inteiramente dedicada a cidadãos, empresas e instituições moçambicanos, foi distinguida pela revista internacional The Banker, edição de Maio de 2020, com o prestigiado prémio de Deal of the Year 2020 – Equity Winner Africa.

 

O prémio foi atribuído em reconhecimento do seu sucesso nos resultados alcançados “não só pelo tamanho do desafio que a transacção representou, mas também pelo facto de numa economia em que uma grande quantidade da população ainda não é bancarizada, alcançar o investidor comum foi um grande obstáculo”, anunciou a The Banker.

 

The Banker referiu que a transacção é um grande marco para o País, pois este nunca havia testemunhado antes uma OPV desta escala, tendo o número de investidores registado na Bolsa de Valores de Moçambique quase triplicado ao passar de menos de 8.000 para aproximadamente 23.000 após a transacção.

 

A revista destacou também o facto de mais de um terço das ordens de subscrição terem sido realizadas através da utilização de canais remotos, como o celular, sem a necessidade de internet, especialmente desenvolvidos para assegurar o alcance e a inclusão da operação.

 

The Banker é uma publicação do Grupo Financial Times que fornece informação de inteligência econômica e financeira para o sector financeiro mundial. Está a operar no mercado desde 1926, apresentando relatórios objetivos e incisivos com informação bancária, mantendo uma reputação de precisão, autoridade e integridade.

 

Importa referir que, esta é a segunda vez que a OPV da HCB é galardoada com um prémio de reconhecimento internacional, depois de ter sido distinguida com o prémio de Special Recognition Award da DealMakers África, em Março do corrente ano.

A primeira distinção ocorreu na Gala Anual de Premiação que teve lugar em Nairobi, Quénia, com o “Prémio Especial de Reconhecimento” pela singularidade das suas características, que a distingue das demais, mormente o aspecto da inclusão económica dos moçambicanos, o alcance aos cidadãos não bancarizados, a natureza inovadora ao fazer uso de canais remotos (mobile banking) e os resultados excepcionais que logrou alcançar, sendo a maior transacção  do mercado de capitais  moçambicano ocorrido até o momento.

DealMakers AFRICA é uma plataforma lançada em 2000 que se tornou o principal fornecedor de Rankings M&A na África do Sul e faz o rastreamento das actividades de M&A e Finanças Corporativas no restante do continente desde 2008. Desde 2013, publica um Directório anual na gala de premiação DealMakers, na África do Sul, e DealMakers África, no Quénia.

Fotos do Evento



Imagem 1: Momento da atribuição do prémio. (E-D) Harold Paka (BVM), José Mugalela (HCB), Marylou Greig (DealMakers Africa), Meul Gulabsinh (BIG), Hugo Costa (BCI) e Arie Maree (Ansarada).

Imagem 2: Momento do anúncio do “Special Recognition Award 2019”. (E-D) Arie Maree (Ansarada) e Marylou Greig (DealMakers Africa).