Bolsa de Valores de Mocambique
CDM 200,00
CMH 890,00
CETA 120,00
EMOSE 20,00
MATAMA 375,00
ZERO 10,00
OT-2005-S2 8.00%
BCI-2009-Sub 27.3125%
MOZA-BANCO-2013-Sub 100.00
CM-2013-S2 26.75%
OT-2013-S4 9.875%
CPC-2014-S1 27.25%
CPC-2014-S2 26.75%
OT-2017-S4 27.50%
OT-2014-S6 10.75%
OT-2014-S7 10.25%
OT-2014-S8 10.125%
Visabeira-2015 13.00%
OT-2015-S1 10.00%
OT-2015-S2 10.00%
OT-2015-S3 10.00%
OT-2015-S4 10.13%
OT-2015-S5 10.50%
OT-2015-S6 10.50%
STB-2015-S1 27.25%
STB-2015-S2 27.00%
STB-2015-S3 27.00%
BNI-2016-S1 23.25%
BAYPORT-2016-S1 31.75%
BAYPORT-2016-S2 32.00%
OT-2016-S1 11.00%
OT-2016-S2 12.75%
OT-2016-S3 29.3125%
OT-2017-S1 27.00%
OT-2017-S2 27.00%
OT-2017-S3 27.00%

No dia 6 de Setembro de 2017, a Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) e a Agência para a Promoção de Investimentos e Exportações (APIEX).

Assinaram um Memorando de Entendimento cujo objectivo principal é a expansão do mercado bolsista e a promoção do investimento nacional e estrangeiro para o País. O Memorando foi rubricado pelo PCA da BVM, Salim Valá, e pelo Director- Geral da APIEX, Lourenço Sambo, nas instalações da APIEX. 

O acordo estabelecido procura dar um novo ímpeto a colaboração institucional já existente, permitindo congregar esforços e para assegurar que mais empresas e iniciativas de investimento possam dispersar o seu capital através da Bolsa de Valores. Perspectivam-se ganhos significativos na articulação em virtude da moldura institucional mais integrada da APIEX, permitindo ser mais célere na resposta às demandas dos investidores e mais interventivo na promoção de investimentos e exportações.

 A colaboração inter-institucional entre a BVM e a APIEX irá privilegiar, para além da troca de informação regular, a capacitação dos quadros da APIEX em matérias específicas sobre Mercado de Capitais e Bolsa de Valores, a disseminação de informação aos investidores nacionais e estrangeiros sobre os produtos, serviços e vantagens do mercado de capitais e da Bolsa de Valores.

Para além destas áreas de cooperação, as duas instituições vão trabalhar juntas na preparação de propostas de políticas e estratégias de desenvolvimento, na elaboração de estudos e análises que concorram para o funcionamento adequado das instituições, promoção e desenvolvimento de programas de capacitação do empresariado nacional sobre o mercado de capitais e a Bolsa de Valores, bem como a promoção de investimento e exportações.

Intervindo na ocasião, o PCA da BVM referiu que com este Memorando os investidores nacionais e estrangeiros vão receber informação relevante sobre o mercado de capitais e a Bolsa de Valores logo na altura de aprovar o projecto de investimento, contribuindo para ampliar o mercado bolsista, tornar a economia moçambicana mais inclusiva e empoderar economicamente os moçambicanos.

O Director-Geral da APIEX enfatizou a necessidade dos investidores cumprirem cabalmente o quadro jurídico-legal que regulamenta os investimentos e a bolsa de valores, particularmente nas obrigações exigidas aos Mega-Projectos pela Lei das Parcerias Público Privadas, Projectos de Grande Dimensão e Concessões Empresariais, Lei das Minas e Lei do Petróleo, no concernente a dispersão do capital através da Bolsa de Valores, em benefício de investidores preferencialmente nacionais.

Fotos do Evento