Increase Size Decrease Size Reset font to default

Missão

Promover a captação, mobilização e alocação dos recursos financeiros, de forma eficiente, eficaz e transparente, para satisfazer as necessidades de financiamento dos agentes económicos, promovendo o desenvolvimento sustentável da economia.

Visão

Ser referência na oferta de oportunidades de conversão da poupança em investimento produtivo, contribuindo para o crescimento da economia e para a inclusão social e financeira.

Valores

• Transparência, credibilidade e equidade; • Conhecimento, competência e ética profissional; • Iniciativa, Inovação e Modernização; • Parceria e Colaboração Institucional; • Liderança e valorização Pessoal; • Patriotismo e responsabilidade social.

   

Sessão de Bolsa de 27 de Março de 2017

BVM conta com novo Conselho de Administração PDF Imprimir E-mail

O Ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, nomeou Salim Cripton Valá para o cargo do Presidente do Conselho de Administração da Bolsa de Valores de Moçambique. Até a data da sua nomeação, Salim Cripton Valá era Conselheiro do Presidente da República para Assuntos Económicos e de Desenvolvimento.

Salim Cripton Valá substitui, no cargo, Anabela Chambuca, que dirigiu a BVM desde Abril de 2012 e agora nomeada Directora do Gabinete da Esposa do Presidente da República.

Valá é quadro sénior da função pública, com grau de mestre em Desenvolvimento Agrário e especialista em Gestão do Desenvolvimento Local. Durante cinco anos dirigiu a Direcção Nacional de Promoção de Desenvolvimento Rural, e em 2010 foi nomeado Secretário Permanente do então Ministério da Planificação e Desenvolvimento.

Importa referir que, em despachos separados, foram empossados igualmente, Ilídio Guibalo para o cargo de Administrador Executivo do Pelouro de Administração e Finanças, e Ivan Pereira para Administrador Executivo do Pelouro de Operações e Mercados, tendo Gabriel Muthisse sido nomeado como Administrador não Executivo.

No acto da apresentação do novo dirigente da bolsa, o titular da Economia e Finanças, instou o novo Conselho de Administração a dar continuidade ao trabalho dos seus antecessores, com o zelo e dedicação que deve reger o exercício das suas funções.

Recomendou ainda aos nomeados sobre a necessidade de expansão e dinamização do segundo mercado de bolsa, não só por ser uma fonte alternativa de financiamento para as Pequenas e Médias Empresas, como também, pelo facto de estarem cotadas na Bolsa de Valores, e isso poder servir como reconhecimento do seu mérito empresarial.

Espera igualmente, que o novo elenco consiga captar mais e melhores empresas para a bolsa e dar uma maior visibilidade e dinamismo ao mercado de capitais em Moçambique.

Fotos do Evento


 
Bolsa de Valores de Moçambique © Todos os Direitos Reservados