Increase Size Decrease Size Reset font to default

Missão

Promover a captação, mobilização e alocação dos recursos financeiros, de forma eficiente, eficaz e transparente, para satisfazer as necessidades de financiamento dos agentes económicos, promovendo o desenvolvimento sustentável da economia.

Visão

Ser referência na oferta de oportunidades de conversão da poupança em investimento produtivo, contribuindo para o crescimento da economia e para a inclusão social e financeira.

Valores

• Transparência, credibilidade e equidade; • Conhecimento, competência e ética profissional; • Iniciativa, Inovação e Modernização; • Parceria e Colaboração Institucional; • Liderança e valorização Pessoal; • Patriotismo e responsabilidade social.

   

Sessão de Bolsa de 23 de Março de 2017

Publicações de Imprensa
BVM conta com novo Conselho de Administração PDF Imprimir E-mail

O Ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, nomeou Salim Cripton Valá para o cargo do Presidente do Conselho de Administração da Bolsa de Valores de Moçambique. Até a data da sua nomeação, Salim Cripton Valá era Conselheiro do Presidente da República para Assuntos Económicos e de Desenvolvimento.

Salim Cripton Valá substitui, no cargo, Anabela Chambuca, que dirigiu a BVM desde Abril de 2012 e agora nomeada Directora do Gabinete da Esposa do Presidente da República.

Valá é quadro sénior da função pública, com grau de mestre em Desenvolvimento Agrário e especialista em Gestão do Desenvolvimento Local. Durante cinco anos dirigiu a Direcção Nacional de Promoção de Desenvolvimento Rural, e em 2010 foi nomeado Secretário Permanente do então Ministério da Planificação e Desenvolvimento.

Importa referir que, em despachos separados, foram empossados igualmente, Ilídio Guibalo para o cargo de Administrador Executivo do Pelouro de Administração e Finanças, e Ivan Pereira para Administrador Executivo do Pelouro de Operações e Mercados, tendo Gabriel Muthisse sido nomeado como Administrador não Executivo.

No acto da apresentação do novo dirigente da bolsa, o titular da Economia e Finanças, instou o novo Conselho de Administração a dar continuidade ao trabalho dos seus antecessores, com o zelo e dedicação que deve reger o exercício das suas funções.

Recomendou ainda aos nomeados sobre a necessidade de expansão e dinamização do segundo mercado de bolsa, não só por ser uma fonte alternativa de financiamento para as Pequenas e Médias Empresas, como também, pelo facto de estarem cotadas na Bolsa de Valores, e isso poder servir como reconhecimento do seu mérito empresarial.

Espera igualmente, que o novo elenco consiga captar mais e melhores empresas para a bolsa e dar uma maior visibilidade e dinamismo ao mercado de capitais em Moçambique.

Fotos do Evento


 
BVM e FSDMoç Cooperam em Projectos de Inclusão Financeira PDF Imprimir E-mail

A Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) e a Financial Sector Deepening Moçambique (FSDMoç), assinaram no passado dia 14 de Outubro um Memorando de Entendimento que tem como objectivo a colaboração conjunta das duas instituições em projectos de interesse comum no âmbito da Inclusão Financeira em Moçambique.

A FSDMoç é um programa financiado pelo DFID (Departamento para o Desenvolvimento Internacional do Reino Unido) que visa apoiar e promover iniciativas de Inclusão Financeira que possam contribuir para a existência de um sector financeiro moçambicano mais competitivo e abrangente, concorrendo para a melhoria do ambiente de negócios em Moçambique.

Importa relevar que este programa pretende ainda (1) fortalecer os serviços financeiros prestados pelo sector privado, (2) criar ligações entre os utentes finais e os fornecedores destes serviços, assim como (3) promover as parcerias público-privadas, tornando desta forma o acesso aos serviços financeiros mais facilitado para todos, em particular, para as Pequenas e Médias Empresas (PMEs), e para os Pequenos Agricultores e Agregados Familiares.

A BVM, no âmbito das suas competências e responsabilidades, está fortemente empenhada na promoção e desenvolvimento de um mercado de capitais sólido, diversificado, competitivo e inclusivo, que assegure uma maior protecção dos seus intervenientes, em consonância com a Estratégia para o Desenvolvimento do Sector Financeiro 2013-2022 e a Estratégia Nacional de Inclusão Financeira 2016-2022, aprovadas pelo Governo, pelo que consideramos que os interesses da BVM e da FSDMoç são complementares e convergentes com os seus objectivos na implementação de projectos concorrentes para uma maior Inclusão Financeira em Moçambique.

Fotos do Evento

 
Bolsa de Valores de Moçambique Capacita Caixa Poupança Mulher PDF Imprimir E-mail

CAIXA POUPANÇA MULHER - MULHERES EMPREENDEDORAS

 

No dia 15 de Junho, a Caixa Poupança Mulher visitou a BVM, para obter mais conhecimento sobre as alternativas de financiamento via mercado de capitais e bolsa de valores. A Caixa Poupança Mulher, cujo objectivo é o de financiar actividades económicas de pequena e média dimensão promovidas por potenciais empresárias, foi inicialmente criada por 15 mulheres, que durante 5 anos acumularam poupanças individuais com base no Xitique, para que a criação desta instituição se tornasse uma realidade.

Durante o evento, a Presidente do Conselho de Administração da Bolsa de Valores, Anabela Chambuca, fez saber que num contexto em que a conjuntura nacional e internacional não é a mais favorável, o papel da BVM  como alternativa de financiamento assume particular relevo, sendo por isso fundamental dotar os empreendedores de conhecimento sobre o funcionamento do mercado de capitais e bolsa de valores, e concorrendo assim para uma maior inclusão financeira.

Por seu turno, a Presidente da Caixa Poupança Mulher, Natividade Bule, afirmou que a parceria com a BVM abre às associadas da sua instituição novas perspectivas de acesso a financiamento, capacitando as  mulheres empreendedoras sobre mercado de capitais e bolsa de valores, contribuindo assim para que a inclusão financeira seja uma realidade para as mulheres empresárias, para que o exemplo de cada uma seja fonte de inspiração para outras mulheres.

Esta iniciativa da BVM insere-se no Programa de Educação Financeira da BVM, onde se procura divulgar o Mercado de Capitais e a Bolsa de Valores como mecanismo de captação de poupança e da sua conversão em investimento produtivo.

 

Fotos do Evento

 
Moreira Chonguiça na Bolsa de Valores de Moçambique PDF Imprimir E-mail

No passado dia 9 de Junho a Bolsa de Valores de Moçambique recebeu nas suas instalações o conceituado músico moçambicano Moreira Chonguiça, expoente máximo do saxofone em Moçambique. Tratou-se de uma visita de cortesia, servindo ao mesmo tempo para abrir portas a futuras parcerias de projectos voltados à cultura moçambicana.

 

Moreira Chonguiça, músico de Jazz de renome internacional, frequentou a Universidade do Cabo na África do Sul para continuar os seus estudos em música, onde se graduou no Colégio Sul-Africano de Música com uma licenciatura em Performance de Jazz e em Etnomusicologia.

 

Refira-se que o jovem músico de Jazz, tem abraçado iniciativas de responsabilidade social e trabalho comunitário, e há vários anos que vem trabalhando com a Agência das Nações Unidas para o HIV/Sida em Maputo, tendo em 2009, escrito e composto uma música para o Dia Mundial do Sida.

 

Fotos do Evento

 
BVM dissemina Mercado de Capitais PDF Imprimir E-mail

No passado dia 26 de Maio e no âmbito do seu Programa de Educação Financeira, a BVM  ministrou uma palestra aos alunos do terceiro ano dos cursos de Licenciatura em Gestão e Finanças, e Contabilidade e Auditoria, do Instituto Superior de Transportes e Comunicações (ISUTC). Dos diversos assuntos discutidos, o tema de maior relevo foi o Mercado Financeiro, relevando o papel da Bolsa de Valores na economia moçambicana e os desafios para o futuro.

Pela BVM, a palestra foi orientada pela Dra. Hatija Khan, Chefe do Departamento de Operações, com a participação de outros quadros da instituição, perante uma audiência constituída por 50 alunos e respectivos professores da cadeira de Mercados Financeiros.

No final da palestra sobre o papel da bolsa de valores na economia, as diversas formas de financiamento às empresas, e as oportunidades de investimento para empresas e investidores, os alunos manifestaram a sua satisfação pela adesão da BVM à iniciativa proposta pelo ISUTC, que lhes abriu uma nova perspectiva de como maximizar o potencial das empresas, que um dia irão integrar como futuros técnicos e gestores.

 

Fotos do Evento

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Próximo > Fim >>

Pagina 2 de 7
Bolsa de Valores de Moçambique © Todos os Direitos Reservados